puts

PUTS(3)                  Manual do Programador do Linux                  PUTS(3)



NOME
       fputc, fputs, putc, putchar, puts - saída de caracteres e strings

SINOPSE
       #include <stdio.h>

       int fputc(int c, FILE *fluxo);

       int fputs(const char *s, FILE *fluxo);

       int putc(int c, FILE *fluxo);

       int putchar(int c);

       int puts(const char *s);

DESCRIÇÃO
       fputc() escreve o caractere c, direcionado unsigned char, para um fluxo.

       fputs() escreve a string s no fluxo, sem seu byte nulo de terminação
       ('\0').

       putc() é equivalente a fputc() exceto que ela pode ser implementada como
       uma macro que avalia fluxo mais de uma vez.

       putchar(c) é equivalente à putc(c, stdout).

       puts() escreve a string s e uma nova linha no final à stdout.

       Chama a função descrita aqui podem ser combinadas com as outras e com
       chamadas para outras funções de saída da biblioteca stdio para o mesmo
       fluxo de saída.

       Para contrapartes não bloqueantes, veja unlocked_stdio(3).

VALOR DE RETORNO
       fputc(), putc() e putchar() retornam o caractere escrito como um unsigned
       char direcionamento para um int ou EOF no caso de erro.

       puts() e fputs() retorna um número não negativo no caso de sucesso, ou
       EOF no caso de erro.

ATRIBUTOS
       Para uma explicação dos termos usados nesta seção, consulte
       attributes(7).

       ┌──────────────────────────┬───────────────┬─────────┐
       │Interface                 Atributo      Valor   │
       ├──────────────────────────┼───────────────┼─────────┤
       │fputc(), fputs(), putc(), │ Thread safety │ MT-Safe │
       │putchar(), puts()         │               │         │
       └──────────────────────────┴───────────────┴─────────┘
DE ACORDO COM
       POSIX.1-2001, POSIX.1-2008, C89, C99.

BUGS
       Não é aconselhável combinar chamadas para funções de saída da biblioteca
       stdio com chamadas de baixo nível para write(2) para um descritor de
       arquivo associado com o mesmo fluxo de saída; os resultados serão
       indefinidos e muito provavelmente, não é o que você quer.

VEJA TAMBÉM
       write(2), ferror(3), fgets(3), fopen(3), fputwc(3), fputws(3), fseek(3),
       fwrite(3), putwchar(3), scanf(3), unlocked_stdio(3)

COLOFÃO
       Esta página faz parte da versão 5.08 do projeto Linux man-pages. Uma
       descrição do projeto, informações sobre relatórios de bugs e a versão
       mais recente desta página podem ser encontradas em
       https://www.kernel.org/doc/man-pages/.


TRADUÇÃO
       A tradução para português brasileiro desta página man foi criada por
       Ricardo C.O.Freitas <english.quest@best-service.com>, André Luiz Fassone
       <lonely_wolf@ig.com.br> e Rafael Fontenelle <rafaelff@gnome.org>.

       Esta tradução é uma documentação livre; leia a Licença Pública Geral GNU
       Versão 3 ou posterior para as condições de direitos autorais.  Nenhuma
       responsabilidade é aceita.

       Se você encontrar algum erro na tradução desta página de manual, envie um
       e-mail para <debian-l10n-portuguese@lists.debian.org>.



GNU                               30 abril 2018                          PUTS(3)